Flávio Rossi

Karin Maraney (Agora gallery –Chelsea NY)

A marca particular de surrealismo de Flavio Rossi está profundamente enraizada em um questionamento de percepção e tempo. Rossi pinta, em acrílico sobre tela, a “construção plástica” da vida cotidiana, sob um olhar de como o mundo constantemente muda e se desenvolve. Esse movimento se manifesta através do corpo humano. Figuras e rostos flutuam ou se aconchegam umas nas outras. Partes do corpo se disassociam e vivídas expressões faciais existem em completa contradição com o que a figura está realmente fazendo. Rossi mantém a energia em movimento ao pintar com um estilo extremamente limpo e natural – apesar das cenas retratadas por ele serem irreais, não há confusão sobre o que elas são. Ele organiza cores monocromáticas e turbulentas estrategicamente, e constantemente disseca suas figuras até o essencial: retirando qualquer informação que as ambientalize e roupas. Esse esvaziamento sugere eternidade, enquanto o sujeito sugere movimento.

Tradução: Camila Appel

Start typing and press Enter to search