"A Quarta Parede – GASEDIEL"

Nathalie Gasediel

Um olhar estrangeiro, mas, que foi se “abrasileirando” com o tempo, pode ser observado nesse trabalho em que a artista Nathalie Gasediel, cita e recita São Paulo através de suas imagens. Como numa síndrome de Estocolmo, a sua relação com a cidade, que em princípio era de opressão, com o tempo se transforma em afetividade, e, o que antes lhe causava estranhamento, agora lhe serve mote para sua fatura artística.

O apuro técnico e imagético da artista sugere um diálogo entre o ateliê e a rua, o grotesco e o sublime, entre a cultura e a arte além das relações e inter-relações do indivíduo com a metrópole, por meio de índices e paródias intertextuais.

O grafite, o pixo, o lambe-lambe, os muros, os stickrs, os cartazes e as mais variadas manifestações artísticas ou panfletárias são deslocados para a tela como num garimpo arqueológico onde os achados se justapõem e se sobrepõem, no intuito de propiciar um olhar pan-óptico e estético sobre a cidade de São Paulo.

(Francisco Rosa)

- PASSEIO VIRTUAL -

This content requires HTML5/CSS3, WebGL, or Adobe Flash Player Version 9 or higher.

CATÁLOGO

+ infos e obras que foram expostas

em breve

Start typing and press Enter to search