Bordalo II

Lisboa, Portugal, 1987

BIOGRAFIA
mais informações

Bicho Homem

Bicho Homem

Lisboa, Portugal, 1987

Bordalo II é artista visual e escolheu seu nome artístico como homenagem ao avô (o pintor Real Bordalo), promovendo uma continuidade e reinvenção do seu legado artístico. Sua produção em esculturas começou ao formar-se na Faculdade de Belas Artes de Lisboa, onde a experimentação com novos materiais o afastaram da pintura e o aproximaram de sua produção atual.

Tomando o espaço público como palco para suas explorações com as cores, formas e dimensões, Bordalo encontrou a principal força de sua produção na utilização de lixo e objetos descartados como elementos de composição. Com plástico, metal e materiais eletrônicos ele cria peças tridimensionais referenciando animais e a natureza, num viés político e social de crítica ao consumo predatório e as práticas de desmonte de proteção ambiental.

Em seus trabalhos, Bordalo II trabalha a temática dA produção e consumo excessivos de coisas, que resultam na produção contínua de “lixo” e consequentemente na destruição do planeta. Esses são os temas centrais de sua produção. Esse “lixo” se assume como a matéria-prima incomum e única que o artista utiliza na construção de peças de pequena e grande escala espalhadas pelo mundo e que, acima de tudo, pretendem ser o veículo de um manifesto – concebido na criação de um universo vibrante e chamativo – para invocar as necessidades de reflexão e responsabilidade sócio-ecológica.

O Baile

Exposição Coletiva
25 de Nov 2023 – 06 de Jan 2024

Galeria Luis Maluf
Rua Peixoto Gomide, 1887

Bicho Homem

Bordalo II
28 de Mar 2023 – 06 de Mai 2023

Usina Luis Maluf
Rua Brigadeiro Galvão, 996

Lisboa, Portugal, 1987

Bordalo II é artista visual e escolheu seu nome artístico como homenagem ao avô (o pintor Real Bordalo), promovendo uma continuidade e reinvenção do seu legado artístico. Sua produção em esculturas começou ao formar-se na Faculdade de Belas Artes de Lisboa, onde a experimentação com novos materiais o afastaram da pintura e o aproximaram de sua produção atual.

Tomando o espaço público como palco para suas explorações com as cores, formas e dimensões, Bordalo encontrou a principal força de sua produção na utilização de lixo e objetos descartados como elementos de composição. Com plástico, metal e materiais eletrônicos ele cria peças tridimensionais referenciando animais e a natureza, num viés político e social de crítica ao consumo predatório e as práticas de desmonte de proteção ambiental.

Em seus trabalhos, Bordalo II trabalha a temática dA produção e consumo excessivos de coisas, que resultam na produção contínua de “lixo” e consequentemente na destruição do planeta. Esses são os temas centrais de sua produção. Esse “lixo” se assume como a matéria-prima incomum e única que o artista utiliza na construção de peças de pequena e grande escala espalhadas pelo mundo e que, acima de tudo, pretendem ser o veículo de um manifesto – concebido na criação de um universo vibrante e chamativo – para invocar as necessidades de reflexão e responsabilidade sócio-ecológica.

O Baile

Exposição Coletiva
25 de Nov 2023 – 06 de Jan 2024

Galeria Luis Maluf
Rua Peixoto Gomide, 1887

Bicho Homem

Bordalo II
28 de Mar 2023 – 06 de Mai 2023

Usina Luis Maluf
Rua Brigadeiro Galvão, 996