O Instante já passou

COLETIVA

O INSTANTE JÁ PASSOU

Junho
Rua Peixoto Gomide, 1887
Jardim Paulista – SP

ALINE BISPO • ANNY LEMOS • HELOÍSA MARQUES • MARINA SADER • TATIANE FREITAS

Nova exposição na Galeria Luis Maluf reúne nomes de cinco expoentes artistas nacionais em mostra coletiva

A nova exposição, “O Instante já Passou”, reúne nomes de cinco expoentes artistas nacionais: Aline Bispo, Anny Lemos, Heloisa Marques, Marina Sader e Tatiane Freitas. Com narrativas que dialogam conceitualmente entre si, os trabalhos apresentados transitam em questões como pertencimento, espaço, tempo e cotidiano.

Aline Bispo

São Paulo, 1989

A artista e ilustradora, Aline Bispo investiga temáticas que cruzam a miscigenação brasileira, gênero, sincretismos religiosos e Bacharel em Artes Visuais pelo Centro Universitário Belas Artes de São Paulo, a artista e ilustradora, Aline Bispo investiga temáticas que cruzam a miscigenação brasileira, gênero, sincretismos religiosos e etnia. Sua produção artística começou grafitando ruas em São Paulo e desde então, a interdisciplinaridade da artista transita em pinturas, ilustrações, gravuras, fotografia e performance.

Em 2019, a artista fez parte da primeira edição do Programa de incentivos a jovens artistas e curadores do Instituto Adelina Cultural e em 2020 foi convidada para fazer parte do time de artistas do Projeto Convida do IMS Paulista. Além disso, ilustra a coluna de Djamila Ribeiro, na Folha de São Paulo e é reconhecida por projetos como a ilustração da capa do Best-seller, Torto-Arado, de Itamar Vieira Junior. Aline também é criadora do projeto Museu nas Férias e é curadora no Programa pela equidade racial do Instituto Ibirapitanga.

Para a mostra “O instante já passou” a artista desenvolveu três trabalhos inéditos, que refletem questões do cotidiano mesclados com a brasilidade presentes na narrativa da artista.etnia. Sua produção artística começou grafitando ruas em São Paulo e desde então, a interdisciplinaridade da artista transita em pinturas, ilustrações, gravuras, fotografia e performance. Para a mostra “O instante já passou” a artista desenvolveu três trabalhos inéditos, que refletem questões do cotidiano mesclados com a brasilidade presentes na narrativa da artista.

Anny Lemos

Osasco, 1987

A artista e educadora Anny Lemos investiga em sua produção os espaços da casa, pertencimento e afetos. Sua poética permeia temas sensíveis sobre a existência e lugares que nos habitam ao explorar o vazio, material e simbólico, dos espaços arquitetônicos. Nos trabalhos selecionados para a mostra “O Instante já passou”, a artista convida o espectador para uma ocupação física e sensorial de seus trabalhos.

Heloísa Marques

Pernambuco, 1991

Existência, pertencimento, formas e espaços. O trabalho de Heloisa Marques dialoga com temas ligados ao feminismo, corpos e ocupação de lugares públicos. A produção da artista pernambucana transita em diferentes composições e técnicas, especialmente bordado e colagens, como forma de materialização de seus conceitos.

Marina Sader

São Paulo, 1996

ARTISTA CONVIDADA

Filha de uma psicóloga junguiana, a artista e ilustradora, Marina Sader desenvolve o seu fazer artístico representando sonhos, cotidiano e a natureza. Para além disso, a artista propõe materializar o invisível do subconsciente através da sincronicidade. A produção da artista transita em diferentes linguagens: pintura, animação e projeções. Segundo a artista, “A ilusão e o encantamento são fundamentais, e vidros e espelhos também compõem essa pequena festa alquímica, buscando pequenos portais que possam nos mostrar novos caminhos”.

Tatiane Freitas

São Paulo, 1985

O velho versus o novo. Lembranças de um passado vivido ou histórias imaginárias e momentos invisíveis que estão por vir. São essas algumas das reflexões que Tatiane Freitas propõe em seu trabalho. Mas para além de questões subjetivas, a artista instiga uma reflexão sobre a condição do sujeito pós-moderno: indivíduo livre não somente para fazer suas escolhas, mas também para atribuir significado a elas. A artista restitui lacunas conceituais e físicas de móveis antigos, materializando a memória e a inquietude de compreender o tempo e a fluidez da vida.

Viewing Room