Impermanência

GIAN LUCA EWBANK

IMPERMANÊNCIA

16 de Jun 2021
Rua Peixoto Gomide, 1887
Jardim Paulista – SP

“Não ignore a impermanência . O que quer que pareça prioritário em sua vida, é na realidade bastante temporário. Vem e vai…”

A ideia de impermanência pode causar diversas reações em nosso interior: inquietação, indiferença, excitação e curiosidade. Como a nossa existência é inevitável, é justamente a impermanência que possibilita a renovação. Por esta razão, este foi o nome escolhido por Gian Luca Ewbank para denominar a sua mais nova exposição, a sua quarta mostra individual.

O que se vê é o resultado de um duro exercício reflexivo, necessário para superar as limitações impostas pelos tempos difíceis que estamos vivendo.
Como seguir o caminho, como arrancar bons frutos da falta de recursos, criar com o que se tem e mesmo assim ousar e evoluir?

Esta foi uma equação que o artista teve que solucionar com criatividade, empenho e determinação. Este esforço resultou nos 15 trabalhos que compõem a exposição. São obras coloridas, cheias de signos do cotidiano de fácil assimilação, que mantém as suas características de influência do street e do pop art em sua obra. No entanto, da dificuldade nasceu um novo caminho bem mais estudado e interessante. Gian incorporou o efeito óptico em suas obras e a utilização deste elemento lisérgico lançou-o para outro patamar de maturidade. Ele conseguiu unir o emocional do Pop Art ao racional da Op Art e com isso se soltar, tornando-se mais seguro e sabendo onde quer chegar.

Texto: Renata Junqueira

SOBRE O ARTISTA

Gian Luca Ewbank Baldacconi nasceu em 1990, na cidade de São Paulo.

Seu contato com trabalhos manuais e estética vem de longa data devido a profissão dos pais (arquiteto e designer têxtil). Em sua infância demonstra interesse pelas texturas, pelo desenho e pela investigação de novas materialidades e na adolescência passa a se manifestar através da pixação junto com amigos e colegas. Aos 18 anos projeta um novo olhar para as possibilidades da arte, produzindo trabalhos autorais. Estuda comunicação social e artes visuais, utilizando as experiências e o conhecimento de ambas as áreas para iniciar seus experimentos.

Gian trabalha com uma ampla gama de materiais que vão desde a tinta spray até concreto e tijolo. Em seu processo criativo o artista dirige sua pesquisa in loco e dentro do estúdio, projetando e permitindo que a intuição intervenha ao longo do desenvolvimento da obra. Fortemente influenciado pela pela Pop Art, o artista tenciona questões provocativas e metafóricas relacionadas à cultura de massa, à iconografias pop e ao ambiente urbano.

Viewing Room